O medo de arriscar

08:02,3 Comments




Olá, me chamo Erik, mas as pessoas com quem tenho amizade (que por sinal são raras) costumam me chamar de Rick. Finalmente entrei para o ensino médio, depois de tantos anos de luta, esforço, e dedicação. Não falo com quase ninguém em minha sala, não porque não quero, mas sim porque de certa forma não superam o fato de eu tirar boas notas, ser um aluno esforçado, e quase sempre receber premiações por ser aluno destaque da sala. Mas isso não quer dizer que eu esteja sozinho por lá também, tenho algumas amizades que considero bastante, e no primeiro dia de aula entrou uma novata chamada Olivia. Ela olhava para todos com cara de assustada, cara de quem avistava monstros naquele lugar. Mas, para minha surpresa, ela possuia um certo nível de inteligência igual a mim. Passaram - se um tempo começaram os trabalhos do ensino médio, e como nós não tínhamos muitos amigos, os professores colocavam nós para fazer os trabalhos juntos, e foi aí que viramos melhores amigos, mas tinha um problema em questão... Comecei a sentir interesse por Olivia, mas ela namorava.



Eu sempre com minhas piadas bestas e Olívia ria de todas, por mais sem graça que fossem, tínhamos até mais afinidades de que ela e seu namorado Scott.
Eu ficava encantado com a cara que ela fazia quando não entendia certa parte dos trabalhos, achava aquilo muito fofo. Os meses foram passando e nós estávamos cada vez mais próximos, o que me veio a pensar " será que ela sente algo por mim?" "será que ela seria capaz de terminar com o namorado, e logo em seguida iniciar um novo relacionamento comigo? E se não der certo?"
Olívia tem medo de se arriscar a terminar o seu relacionamento com Scott, afinal já são bastante tempo juntos... não seria legal terminar esse para começar outro logo em seguida sabendo que nos conhecemos só alguns meses, mas levando em conta que temos mais coisas em comuns do que ela com Scott talvez desse certo. Tenho que admitir que sou muito medroso para esse tipo de coisa, vai saber se o cara não é um daqueles bombados que se ver alguém se aproximando parte para dar uma surra? Sou da paz, longe de confusão. Passaram se um tempo e Olívia já estava infeliz com seu relacionamento, as brigas entre eles só aumentava e junto com elas o ciume doentil de Scott também. Foi aí que tomei as dores da menina que eu gostava e resolvi falar pra ela ter coragem de terminar com Scott, mesmo que ela não quisesse iniciar algo sério comigo agora, ela não merecia sofrer daquele jeito.
O tal “namorado” de Olívia resolveu aparecer pela cidade, segundo ela para resolver a situação e terminarem de vez. Eu já estava me distanciando um pouco, pois Olívia estava falando muito dele, sobre as manias que os dois tinham... essas coisas “melosas”. Não estava querendo aceitar que eu estava com ciumes, poxa! Ela era só minha amiga, e tinha deixado bem claro isso. Foi se passando o tempo e eu me afastei totalmente dela, não queria sofrer vendo ela com Scott, e nem que ela sofresse por minha causa, o que acabou acontecendo de uma forma ou outra, mas era o jeito. Passou – se meses sem eu ter aquela mesma amizade com Olívia, eu só falava o necessário,procurava sempre fazer os trabalhos com ela o mais rápido possível para evitar confusões. Ela tentava se aproximar de mim, mas eu nnnão dava o braço a torcer de jeito nenhum, sou de personalidade forte, difícil de lidar. Até que um dia...Olívia apareceu lá em casa de surpresa, quando eu a vi meu coração disparou, gelei, não sentia minhas pernas, ela me abraçou, disse que eu estava certo sobre tudo em relação a Scott, e que ela finalmente terminou com ele definitivamente. Falou comigo com os olhos cheios de lágrimas que sentia minha falta, se a gente não podia retomar nossa amizade de antes. Olhei pra ela... respirei bem fundo e resolvi contar o amor que eu sentia por ela, e o motivo pelo qual me afastei.. resolvi contar também, que eu achava que tudo ia ser diferente, e que eles iam acabar ficando juntos logo, então ele estava preparando tudo para fazer o pedido de namoro a ela, mas como tudo desandou...achou melhor não, pois se desse algo errado, os dois iam sofrer em dobro. Tiveram uma longa tarde de conversas e se acertaram, decidiram com puta maturidade que só investiriam na amizade mesmo, e nada mais... e assim se encerra a história de Olívia e Erik, deixando como base a frase “Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém… Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim… E ter paciência para que a vida faça o resto! ” William Shakespeare.
Confira também a versão de Olívia no blog da Lena Battisti ❤❤

Você também pode gostar!

3 comentários:

  1. Achei muito bacana nossa parceria na criação desse texto e fiquei muito feliz com o resultado. Desejo toda a sorte do mundo pra ti e muito sucesso no seu blog! Obrigada por me aguentar nas últimas semanas! HAHAHA <3

    https://lenabattisti.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Sabrina, eu vim aqui ler o lado do Erik da história :3
    Consegui imaginar ele exatamente haha e acho que ele e Olivia formariam um casal bonito, se tentassem, mas os dois são bem novinhos... Então uma amizade foi um final bom também =) O Scott era um babaca master, sem duvidas. Estou feliz que ele e Olivia tenham terminado.
    Beijoos
    4mor-nuvem.blgospot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Na curiosidade, passei pra ver a versão do Erik, confesso que fiquei supresa, afinal os dois estavam super afim um do outro. Apesar de terem ficado só na amizade, um romance no futuro pode começar.
    Vocês fizeram uma ótima dupla, e escrevem super bem.
    Deus te abençoe, beijinhos 😘

    http://notasdeumcoracao.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir